Que viajar barato? Encontre neste post todas as dicas para economizar em uma viagem à Europa.

Nosso procura por dicas de como viajar barato na Europa iniciou em 2011, em nossa primeira aventura ao velho continente.

De lá para cá passaram-se alguns anos, fizemos 4 viagens à Europa, conhecemos diversos países e cidades e acumulamos muito conhecimento sobre como economizar em viagens.

Talvez vocês ainda não saibam, mas nós somos viajantes conscientes e adotamos o estilo de viajar econômico. Investimos nossos suados recursos em experiências que consideramos que valem a pena e cortamos os gastos em itens dispensáveis.

Para nós, quanto menos gastamos em uma viagem, mais recursos sobram para as próximas 🙂

Não é tarefa fácil encontrar dicas de como economizar em viagens e precisamos fazer muitas pesquisas para encontrar direcionamentos básicos, mas que ajudam muito quem viaja com orçamento apertado. Por isso, escrevemos este post, com dicas úteis para quem pretende fazer uma viagem econômica, mas completa a Europa.

Venha conosco e inspire-se a viajar cada vez mais e melhor.

 

europa1

 

A passagem aérea pode ser o item mais caro de uma viagem a Europa.

No entanto, é possível encontrar opções que não pesam tanto no orçamento, basta procurar e estar preparado para quando a oportunidade surgir.

Em nossa primeira viagem compramos a passagem por cerca de R$ 1.300,00 e já aproveitamos promoções de passagens para Europa por R$ 700,00 com taxas inclusas.

Milagre? Não. Esse é o resultado de programar viagens com antecedência e procurar muito boas promoções.

Uma dica infalível é olhar diariamente os sites do Melhores Destinos e Passagens Imperdíveis para não deixar nenhuma promoção incrível escapar. Também não deixe de seguir estes dois sites no instagram e ativar as notificações para saber das novidades tempestivamente.

A melhor época para comprar a passagem aérea é com 3 meses a 42 dias de antecedência. Não precisa ficar procurando um ano antes de sua viagem, pois certamente encontrará tarifas mais elevadas.

Temos certeza que você irá encontrar a passagem perfeita para a sua viagem e que seja compatível com o seu orçamento.

 

europa2

 

A hospedagem é outro item que pesa no orçamento de uma viagem a Europa.

Mas quer saber qual a boa notícia? É plenamente possível achar opções com excelente custo benefício em todas as cidades do velho continente.

É fácil? Não, mas garantimos que vale muito a pena investir tempo e energia na procura de uma hospedagem perfeita para a sua viagem e que de preferência seja barata.

As opções de hospedagem que mais utilizamos e que também indicamos para vocês são as seguintes:

 

Airbnb

 

O Airbnb é o nosso queridinho do momento.

Esta plataforma de aluguel de imóveis revolucionou não só as nossas viagens, como também a de milhões de turistas pelo mundo.

Como vantagens de alugar apartamento no Airbnb podemos citar a perspectiva de viver como um local, a economia, a possibilidade de cozinhar e a privacidade.

Já escrevemos alguns posts sobre o Airbnb, que por sinal são bastante acessados, o que demonstra que cada vez mais os viajantes têm se interessado por este tipo de hospedagem.

Para descobrir como funciona o Airbnb clique aqui – Neste post falamos sobre a segurança e sobre as vantagens e desvantagens do Airbnb.

Para conferir o nosso post completo sobre como alugar apartamentos seguros e baratos clique aqui – Passo a passo imperdível.

Vale a pena testar e garantimos que poucas experiências na vida serão iguais a sensação de “viver como um local” mesmo estando fora de casa.

 

Hostels – Albergues

 

Adoramos os hostels e achamos que todo viajante deve experimentar se hospedar em um pelo menos uma vez na vida.

A atmosfera de cooperação dos hostels é imbatível e os viajantes podem extrair muito mais da hospedagem em um albergue do que simplesmente economizar dinheiro.

É importante ressaltar que os hostels têm quartos privativos, além dos compartilhados e que estes são excelentes “portos seguros” para quem não quer dividir quarto. Nós sempre escolhemos quartos privados e tivemos excelentes experiências mundo afora.

Em nossa opnião, quartos privativos em albergues cumprem a função de “privacidade” dos hotéis, mas não excluem a atmosfera descontraída dos hostels.

Ah, além de serem mais baratos, os hostels geralmente têm cozinha, o que faz com que os turistas economizem com alimentação!

 

Hotéis econômicos

 

Há diversos hotéis econômicos na Europa e você pode escolher se hospedar em um deles.

O Ibis, em sua versão Ibis Budget, tem diversos hotéis espalhados pela Europa com tarifas super interessantes.

Para descobrir outros hotéis baratos e indicados por outros viajantes procure sempre no Google com os seguintes termos “Hotel barato em xxx”, “Hospedagem econômica em xxx” e irá encontrar muitas dicas de viagem.

Estes hotéis geralmente não têm tanta personalidade quanto um hostel, mas cumprem bem a sua função de ser hospedagem práticas e seguras.

Há também iniciativas como o Couch Surfing e até mesmo o Woof que possibilitam que o viajante explore destinos incríveis sem gastar nada ou gastanto muito pouco.  Assim você não precisa cogitar ideias insensatas como dormir nas praças ou em estações de trem #ficaadica

Se estas opções se encaixarem no seu perfil não pense duas vezes e se jogue, o mundo é pequeno para você também 🙂

 

europa3

 

Nós priorizamos muito a alimentação, em casa ou em viagens.

Somos adeptas de uma alimentação natural, equilibrada e nutritiva, portanto, não consideramos que um pão comprado no supermercado seja uma refeição.

Estamos falando isso para afirmar que é possível viajar, comer muito bem e gastar pouco na Europa. Você não precisa ficar dependente de bolachas e pão.

Em média, gastamos cerca de 30 Euros por dia com alimentação, incluindo almoço, jantar e lanches ( nos alimentamos a cada 3 horas ) e quando cozinhamos nas viagens, está média cai pela metade.

É claro que esta média oscila para mais ou para menos dependendo do destino da viagem, das opções de restaurantes que encontramos e também do tipo de comida que escolhemos. Mas, em geral, este é um bom parâmetro para programar a sua viagem.

Mas, se o seu orçamento não comporta esta média, saiba que é possível se alimentar com cerca de 10 euros por dia, mas você possivelmente vai ter que abusar dos sanduíches, fast foods e comidas industrializadas. Não que isso seja um problema, principalmente se for por poucos dias.

Em geral, é possível encontrar menus turísticos no almoço em todas as cidades da Europa ( média de 12 a 15 euros o almoço com entrada, prato principal e sobremesa ) e também saladas e refeições simples com preços interessantes  em mercados e redes específicas de cada país. Procure com carinho e vai encontrar ótimas opções.

Outra excelente opção é cozinhar, seja no albergue ou apartamento do Airbnb. Como temos algumas restrições alimentares esta se tornou uma excelente opção para as nossa viagens e é muito prazeroso preparar pratos ou lanches com ingredientes locais!

 

europa4

 

Uma boa opção para economizar em todos os itens da viagem a Europa é escolher as estações intermediárias, leia-se Outono e Primavera.

Estas duas estações têm climas amenos, cidades mais vazias e são muito, muito mais baratas para os viajantes.

Nas hospedagens, é comum encontrar tarifas diferenciadas para estes meses, principalmente Maio e Setembro. Por outro lado, Junho, Julho e Agosto costumam ser os meses mais caros para viajar pelo continente.

Além disso, a alimentação costuma ser mais barata e as passagens internas também. Perfeito, não é mesmo?

 

europa5

 

Um dos benefícios de viajar pela Europa é a facilidade de locomover-se entre os destinos.

Tanto é que assim que se fala em uma viagem a Europa logo surge em nosso imaginário um itinerário de trem, com lindas paisagens e toda comodidade do mundo. Não é mesmo?

Mas as companhias aéreas low cost costumam ser as melhores opções para viagens mais longas, pois é possível economizar dinheiro e tempo no deslocamento. 

Para conferir as tarifas aéras procure nos sites das companhias mais famosas, a Easy Jet e a Ryanair. Também é uma boa ideia checar o site Flylc – clique aqui para acessar o site que funciona como buscador das passagens low cost.

Para consultar as passagens, horários e valores de viagens de trem na Europa utilize o site da Rail Europe – clique aqui para acessar o site. No entanto, para economizar, compro as passagens nos sites das companhias específicas, pois a Raileurope cobra taxas de reserva.

 

europa10

 

Ah, a Europa e suas cidades cheias de cultura e atrações turísticas incríveis.

Há muito o que ver e fazer na Europa e muitas destas atrações são gratuitas. Isto mesmo, é possível conhecer boa parte das maravilhas do velho continente sem pagar nada!

Antes de sair de casa faça uma pesquisa e anote todas as atrações turísticas gratuitas dos destinos que serão visitados.

Para saber quis são as melhores atrações gratuitas em Paris clique aqui.

Para saber quis são as melhores atrações gratuitas em Veneza clique aqui.

Ah, não deixe de aproveitar os Free Walking Tours que são oferecidos na maioria das cidades da Europa. São passeios completos, cheios de informações relevantes e você só paga o que puder/quiser no final.

 

europa11

 

Já ouviu a expressão “Quem faz as malas de forma leve vai mais longe?”. Pois é, essa é uma verdade absoluta para os viajantes.

Acesse o nosso post completo com todas as dicas para escolher entre mala ou mochila compacta.

Eu sei, é muito difícil escolher o que levar e deixar tanta coisa linda para trás, não é mesmo?! Mas acredite, levar apenas o essencial e fazer uma mala compacta e leve faz toda a diferença em sua viagem.

Se for viajar de companhias low cost, lembre-se de que você só terá direito a viajar com uma bagagem de mão com dimensões específicas para cada companhia e se exceder terá que pagar uma taxa alta.

Na Europa, viajar compacta não é apenas mais prático, como também mais barato!

 

europa6

 

O IVA, ou Imposto sobre o Valor Acrescentado, também conhecido como VAT, incide sobre o preço de venda dos produtos na Europa.

 Este imposto tem alíquota diferente para os diversos países, mas em regra varia entre 18 a 25% do preço do produto.

O Tax-Free é uma concessão por parte da União Européia que tem como objetivo devolver os valores do imposto para os turistas que compram na Europa e levam os produtos para o seu país de residência.

É um grande atrativo para o consumo dos turistas, já que os Estados Unidos, por exemplo, não oferece determinada isenção.

Quer saber como pedir o reembolso? Veja o nosso passo a passo sobre como conseguir reembolso do IVA na Europa, com o sistema Tax Free.

 

europa7

 

É muito importante fazer uma estimativa de custos de sua viagem enquanto você está planejando, para evitar surpresas desagradáveis.

Faça um controle básico, com os itens mais importantes. Inicialmente é interessante fazer uma previsão de acordo com as suas pesquisas e a medida que for comprando e reservando a hospedagem, passagem e transporte atualize a sua planilha.

Os itens de sua planilha de custos devem ser: Passagem, Hospedagem, Deslocamentos, Alimentação, Transporte, Passeios e Compras.

Para a alimentação e transporte urbano estabeleça metas diárias de gastos. Para a Europa, sugiro 50 Euros por dia como média, podendo ser mais ou menos a depender de sua necessidade e disponibilidade.

 

 europa8

 

Seguro de saúde para a viagem não é um luxo, mas sim uma necessidade.

Não menospreze o valor de estar coberto por um seguro e torça para não precisar usar durante a sua viagem, pois isso significará que tudo correu bem!

Leitores do blog têm 15% de desconto na compra do seguro viagem – Clique aqui para verificar todas as dicas e comprar o seu!

Cada seguradora oferece planos diferentes e cabe a você pesquisar qual o que mais se adequa a sua realidade.

Há planos específicos para idosos, para praticantes de esportes radicais e para os diferentes países.

Para Europa, o seguro viagem é obrigatório e deve conter cobertura mínima de € 30.000 para garantir a execução do auxílio médico em caso de doença ou acidente, valor estipulado por atender todos os países pertencentes ao tratado.

Se você planejar visitar os seguintes países, vai precisar de um seguro específico: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça. Quatro novos integrantes permanecem em fase de implementação: Liechtenstein, Bulgária, Romênia e Chipre.

shegen
Allianz

Seja como for, não saia de casa sem o seu seguro viagem, pois ele te dará segurança contra imprevistos em sua jornada.

Imprima e leve a carta que comprova a sua cobertura para apresentar na imigração se for necessário.

Dica: Alguns cartões de crédito oferecem o seguro de viagem totalmente grátis para os seus assinantes. Antes de contratar com alguma seguradora verifique com a sua operadora do cartão se esse serviço não está disponível para você.

Você também deve levar para a viagem os remédios que costuma usar, pois em seu destino você pode ter dificuldade para encontra-los.

 

Gostou? Confira o post completo sobre como organizar a sua viagem para Europa!


roteiros personalizados


seguro

Gostou da dica? Deixe um comentário, nós adoraríamos ouvir você!

E não deixe de compartilhar as dicas com seus amigos nos ícones abaixo.

advert-image