O que fazer na Bósnia e Herzegovina

Quer saber o que fazer na Bósnia e Herzegovina? Confira neste post as melhores atrações do país.

A Bósnia e Herzegovina é um país verdadeiramente surpreendente e oferece atrações para os mais diferentes perfis de viajantes – para consultar o post com os motivos pelos quais você deve visitar a Bósnia clique aqui.

De atrações naturais a uma cultura incrivelmente diversa, o país tem mais para oferecer do que você imagina e por este motivo, sugerimos que separe 3 a 4 dias para visitar o básico e uma semana para ir além do roteiro convencional.

No entanto, se tiver apenas um ou dois dias, programe-se para visitar Mostar, Kravice Falls, Počitelj e Blagaj, pois estas atrações estão bem próximas da Croácia e Montenegro e dá para combinar tranquilamente com um roteiro pelos Balcãs.

Não vamos sugerir aqui um roteiro todo organizado como geralmente fazemos para outros países, mas sim listar as atrações que não podem faltar em sua viagem.

Assim, a organização de acordo com os dias disponíveis para a viagem fica por sua conta e claro pode contar com nosso auxílio através dos comentários abaixo.

Acima, confira o mapa interativo da Bósnia e Herzegovina para entender melhor a geografia do país e montar o melhor roteiro para a sua viagem.

 

O QUE FAZER NA BÓSNIA E HERZEGOVINA

 

Mostar

 

Mostar talvez seja a cidade mais encantadora do país e está situado na região da Herzegovina.

Por estar situada bem próxima de Dubrovnikmuitos viajantes decidem conhecer esta joia em apenas um bate e volta, mas podemos garantir que passar pelo menos uma noite por lá vale muito a pena!

Sua maior atração turística é a famosa ponte velha, construída inicialmente no século XVI sobre o rio Neretva, que foi bombardeada em 1993 na Guerra da Bósnia e posteriormente reconstruída em 2004 com uma semelhança impressionante.

A ponte é lindíssima e foi categorizada como Património Mundial da UNESCO, e apesar de ter um significado imenso para os habitantes da região, como indício de esperança para o futuro, não é só isso que Mostar tem para oferecer.

Por lá, há muitas oportunidades para aprender sobre a história do país e também sobre a guerra civil que, além de ser local perfeito para entender mais sobre a religião muçulmana e como a relação harmoniosa com outras religiões têm possibilitado a relativa paz atual do país.

A cidade está muito bem preparada para o turismo e possui várias opções de restaurantes, hospedagem e lojinhas com produtos típicos para deixar o passeio ainda mais romântico!

 

Sarajevo

 

Sarajevo  é a capital e a maior cidade da Bósnia e Herzegovina e também uma das mais importantes dos Península Balcânica.

Tem uma rica história acumulada desde que que foi fundada em 1461 pelos otomanos e entrou para os livros pois foi lá que ocorreu o assassinato do Arquiduque Franz Ferdinand, fato que serviu de estopim para a Primeira Guerra Mundial.

Profundamente marcada pela guerra na Iugoslávia e pela Guerra Civil da Bósnia, Sarajevo une modernidade com uma tradição rica e diversificada e surpreende os visitantes com o ar cosmopolita.

 

Kravice Falls

 

Kravice Falls foi uma das atrações naturais mais lindas que já visitamos na vida – para ler todas as dicas sobre a atração clique aqui.

Sem exageros, o parque é belíssimo e contrasta com a aridez da Bósnia e Herzegovina tornando o cenário ainda mais mágico e  encantador!

Situada há apenas 40 km de Mostar, Kravice Falls é também chamada a pequena Iguaçu, de tão linda que são as quedas d’águas por lá.

Para chegar lá, você pode contar com passeios turísticos ou táxis privados saindo de Mostar ou de carro alugado e por conta própria como nós fizemos.

A entrada para o parque custa 4 euros por adulto e 3 para estudante e ao chegar no estacionamento, é necessário caminhar por uma trilha por cerca de 15 minutos ou pagar 2 euros extras pelo serviço do transporte turístico até bem próximo da cachoeira.

 

Počitelj

 

Počitelj é uma cidade construída na montanha situada nas margens do rio Neretva e conta de forma singular a história da Bósnia.

Sua origem é medieval sendo que o primeiro registro encontrado sobre a cidade data de 1444, durante os 1463 a 1471 a cidade esteve sob o domínio húngaro e passou  depois pelas mãos do turco otomano, sendo que ainda carrega muito do estilo arquitetônico do oriente.

Por lá, vale a pena visitar a casa Gavrakanpetanović, que foi construída no final do século XVI e abrigou os capitães da família que protegiam a cidade.

É um exemplo típico da arquitetura residencial da aldeia e é também a única casa da cidade a ter salas separadas para homens e mulheres.

Durante a guerra da Bósnia, a casa foi incendiada, mas foi restaurada em seu estado original em 2003, sendo hoje uma atração turística por lá.

A mesquita Hajji Alija construída em 1563 vale a visita, por contar muito da história local e representar resistência cultural que depois da Guerra da Bósnia em 1993 foi restaurada e hoje opera normalmente.

Subir até o Kula, o forte da cidade no topo da colina com vista para a cidade, rio e arredores é um passeio imperdível também.

O forte costumava abrigar vigilantes e militares que guardavam a cidade contra possíveis intrusões do vale de Neretva e hoje possui apenas escombros e vistas magníficas!

Esta vila situado a 30 km ao sul de Mostar sintetiza muito bem a contradição harmônica que é a Bósnia, com suas influências medieval e otomana e sem dúvidas não pode ficar de fora do seu roteiro no país!

 

Blagaj

 

Blagaj é uma das cidades mais importantes da Bósnia e Herzegovina e é completamente diferente de todas as outras que vai visitar no país.

Blagaj provavelmente foi assim denominada por seu clima ameno, uma vez que blaga em serbo-croata significa “leve” e por lá você vai apreciar paisagens lindas nas margens do rio Buna.

Mas, a atração mais famosa de Blagaj é a Tekija, um mosteiro de Dervixe que foi construído por volta de 1520, com elementos de arquitetura otomana e estilo mediterrâneo.

Dervixes são praticantes do islamismo conhecidos por sua extrema pobreza e austeridade. Neste aspecto, os dervixes são similares às ordens mendicantes dos monges cristãos, hindus e budistas.

O mosteiro é um monumento nacional, está situado na base de um penhasco, ao lado da fonte do rio Buna e foi construído para os cultos Derviches.

É possível visitar o mosteiro, mas para isso deve comprar o ingresso que custa cerca de 5 euros, tirar os sapatos e as mulheres devem usar o véu para cobrir a cabeça e ombros.

Por ser uma ordem que prega o valor na pobreza, a estrutura do edifício é bem simples, mas a decoração bem interessante, cheia de detalhes e tapetes orientais.

O mosteiro está situado ao lado da fonte do rio Buna, que está dentro de uma caverna, num paredão de rocha e é uma das maiores e mais belas da Europa.

Pode visitar o mosteiro com calma e depois passear pelas margens do rio repleta de restaurantes ou até mesmo entrar na gruta com o barquinho que faz o passeio.

 

Ilidža e Vrelo Bosne

 

Vrelo Bosne está localizado em Ilidža e é o nome da fonte do rio Bosna, localizado a cerca de 15 km de Sarajevo, aos pés das montanhas Igman e Bjelašnica.

A palavra Bosna vem da palavra bosana, uma expressão indo-européia que significa “água”, por isso não é de se estranhar que este seja um dos mais belos parques naturais do país e vale a pena a visita!

Vrelo Bosne é um monumento natural e possui água de seis fontes diferentes que fluem  através de várias piscinas e lagoas de peixes rodeadas por uma vegetação exuberante digna de cenário dos sonhos.

A atração é um verdadeiro jardim botânico, onde muitas espécies de fauna e flora são encontradas e lá está localizada a principal fonte de água potável “Bačevo” de Sarajevo.

As propriedades curativas das águas do enxofre em Ilidža foram valorizadas pelos romanos antigos, como mostram os sítios arqueológicos próximos das fontes das águas termais e e por este motivo, a região floresceu durante o período austro-húngaro.

Por lá, você vai encontrar cafés, sorveterias, passeios para fazer e muito mais!

Além dessas atrações, há muito mais para descobrir na Bósnia e Herzegovina, como por exemplo o Memorial de Guerra Tjentiste, o Bunker Nuclear, a charmosa cidade de Jajce, o Museu de Túnel de Guerra de Srajevo e o Memorial Kozara.

 

Gostou das dicas? Planeje a sua viagem através dos links indicados e ajude o blog com uma pequena comissão. Obrigada 🙂

– Reserve já seu hotel com cancelamento grátis através do Booking.com ou se preferir, reserve seu hotel através da Hotéis.com e pague em em até 12x no cartão sem o IOF

– O seguro viagem é item importante para a sua viagem, sendo obrigatório para os países da Europa. Faça já a sua pesquisa com a Real Seguros, compare as cotações dos melhores seguros e pague em até 6x sem juros. Não deixe de conferir também a cotação da Mondial Seguros e ganhe 15% de desconto comprando através do blog

– Já conhece o Airbnb? Cadastre-se aqui e ganhe R$ 100 de bônus no Airbnb para usar na primeira reserva – é grátis!

– Compre os ingressos com antecedência e evite filas. Confira todas as opções de ingressos, passeios e shows da Viator e também os descontos imperdíveis da Ticketbar

– Vai viajar de carro? Reserve já o carro para sua viagem com cancelamento gratuito através da Rental Cars, a melhor plataforma para comparação de preços entre as empresas de aluguel, com o melhor serviço de atendimento ao cliente

– Chip internacional para ligações e internet no exterior. Clique aqui para comprar o chip do Mysimtravel e viajar tranquilo.

– Roteiros Personalizados: Se preferir, podemos planejar a sua viagem e elaborar um roteiro sob medida para você. Saiba mais clicando aqui e entre em contato através do email contato@omundoepequenoparamim.com.br