Bairros em Nova York

Confira neste post um apanhado dos bairros em Nova York e entenda o mapa da Big Apple.

Nova York é uma cidade diversa, pulsante e diferenciada e para conhecê-la de verdade você deve sair do lugar comum da maioria dos turistas para entender mais sobre as pessoas que vivem por lá e a rotina da cidade.

Vai sentir que o mundo inteiro está em Nova York ao mesmo tempo e que de fato a cidade nunca dorme, tamanha a movimentação, produção e a energia da cidade.

Sendo assim, saiba desde já que o centro turístico da Big Apple é sim imperdível e deve ser o seu ponto de partida, mas não se limite a ele e vá além, para conhecer todas as peculiaridades desta cidade incrível e se encantar ainda mais por ela.

Segue abaixo um mapa ilustrativo para ajudar você a se situar melhor e programar sua viagem. Se preferir, use o Google Maps clicando aqui.

+ Está em busca de um guia de viagem para Nova York completo com roteiros diários incríveis – com indicação do que fazer, como chegar nas atrações e dos melhores restaurantes para visitar? Baixe já o seu Ebook e garanta uma viagem perfeita!

nycityPronto, agora que você já se localizou em Nova York, vamos às dicas específicas de cada região de Nova York.

 

MIDTOWN MANHATTAN

 

Quando você pensa em Nova York o que vem imediatamente em suas memórias? Certamente, os arranha céus e as ruas movimentadas com táxis amarelos passando pelas ruas é uma das imagens mais comuns da Big Apple.

Em Midtown Manhattan é possível encontrar todos esses adoráveis clichés e muito mais, pois é na região que se encontram as atrações turísticas mais populares. Por lá, nova-iorquinos e turistas dividem as calçadas diariamente e esse sem dúvidas é o local perfeito para começar a explorar a cidade.

Jacob Krupnick - Airbnb

Jacob Krupnick – Airbnb

A Midtown é a região compreendida entre o Central Park e se estende até os arredores da rua 31st e possui a terceira maior concentração de prédios altos do mundo. Não à toa, a região é conhecida como o coração de NYC e concentra a agitação comercial, turística e empresarial.

Em Midtown estão o Empire State Building e o famoso Chrysler Building, o Theater District da Browadway, e a Lexington Avenue, o famoso estádio Madison Square Garden, a 5ª Avenida e a tão celebrada Times Square entre a West 45th até a West 47st, conhecida como o cruzamento mais famoso do mundo.

Ah, não podemos deixar de falar no pequeno pedaço do Brasil em Nova York, denominado Little Brazil, onde é possível encontrar restaurantes típicos e quem sabe eventos temáticos 🙂

 

UPPER EAST SIDE

 

O Upper East Side é o bairro residencial mais privilegiado de Nova York e apresenta uma atmosfera elitista com seus apartamentos, restaurantes e moradores sofisticados.

A melhor forma de chegar lá é de metrô, através das linhas 4, 5 e 6, com parada na 59th St. Lexington Avenue. Também pode combinar o passeio com Midtown e/ou Central Park.

É o bairro mais retratado por filmes de Hollywood com tramas na Big Apple e você certamente vai sentir um certo clima de dejavú, afinal de contas já passeou bastante por lá – mesmo que por trás das telas!

O bairro está ao lado do Central Park, mais especificamente entre a rua 59th e a 96th do lado leste do parque, cruzando inclusive com a Fifth Avenue e ao redor da Madison Park.

upper-east-village

Susie Cushner

O bairro é lindo e retrata muito bem o período de desenvolvimento da cidade no século XIX, com prédios imponentes e elegantes. Mas, antes de ficar sonhando em morar lá e ser recebido na portaria pelos porteiros fardados a caráter, saiba que o aluguel de um apartamento de dois quartos por lá custa cerca de 5 mil dólares por mês!

Por isso, o bairro sempre foi e continua sendo a escolha predileta de artistas famosos, como Madonna, Mariah Carey, Martin Scorseses, Michael Bloomberg, Woody Allen, , Jacqueline Kennedy Onassis.

O bairro tem opções de compras incríveis, pois reúne as avenidas Lexington, Park, Madison e Fifth, grandes centros comerciais que reúnem algumas das lojas e marcas mais caras e sofisticadas do mundo.Por lá estão as super famosas e celebradas lojas de departamento Bloomingdale’s na 1000 Third Avenue e a Macy’s, nas quais é possível encontrar quase tudo.

Susie Cushner - Airbnb

Susie Cushner – Airbnb

No entanto, não se preocupe, pois há opções para todos os bolsos, inclusive as grandes redes fast fashion como Forever 21, Zara, Superdry, H&M, Victorias’s Secret, Michael Kors e outras. Eba!

A região também possui excelentes atrações artísticas como o Metropolitan Museum, o Guggenheim Museum, o Museu Judaico e do Design. Além disso, há a  “Museum Mile” entre a 82nd e a 105th, onde é possível encontrar opções culturais e artísticas imperdíveis.

 

BROOKLYN – DUMBO E WILLIANSBURG

 

Não faz muito tempo que o Brooklyn era apenas considerado uma região para moradores de classe média baixa e visto apenas como “o outro lado da ponte”. No entanto, este panorama mudou completamente e hoje o Brooklyn está em alta, pois oferece uma atmosfera mais descontraída, humana e jovem que Manhattan.

Atualmente, mais de 2,6 milhões de pessoas moram no Brooklyn NY, sendo essa a região mais populosa de Nova York. Este número cresceu muito nos últimos anos, quando muitas famílias e pessoas jovens mudaram-se para lá em busca de um outro estilo de vida.

O Brooklyn é também um bairro extremamente diverso, onde é possível verificar a coexistência entre moradores religiões e origens distintas. Inclusive, o o Brooklyn tem a fama de ter uma boa integração das diferenças culturais e representa um local super seguro para moradores e para turistas, valendo sempre a ressalva de que certos cuidados devem ser tomados em qualquer lugar do mundo.

O Brooklyn é uma graça e tem características bem peculiares como casas de tijolos marrons e ruas arborizadas. Compreende muitas regiões como Boerum Hill, Brooklyn Heights, Caroll Gardens, Cobble Hill, Clinton Hill, Dumbo, Fort Greene, Fulton Ferry, Park Slope, Prospect Heights, Red Hook e Vinegar Hill, Williamsburg e Greenpoint.

NYC - Dumbo

NYC – Dumbo

As atrações mais visitadas do Brooklyn são: Brooklyn Nets, o Barclays Center, o Brooklyn Bridge Park, o Greenwood Friedhof, o Brooklyn Botanic Garden, o Museu do Brooklyn, Brooklyn Heights e o Dumbo, Park Slope & Prospect Heights, Williamsburg e a Ciney Island & Brighton Beach.

As feiras do Brooklyn também são imperdíveis:  Brooklyn Flea fica no Fort Greene que funciona da abril a novembro, todos os sábados na Lafayette Avenue, 176. A Williamsburg Flea acontece aos domingos na Kent Avenue, 50 e o Smorgabsurg um delicioso mercado a céu aberto que acontece aos sábado diretamente ao Williamsburg Waterfront na Kent Avenue, 90.

No inverno, o Greenpoint’s Brooklyn Night pode ser visitado, pois está situado em um galpão fechado, funcionando de 19 horas até à 1 h nas sextas e sábados das 18 horas até a 1h.

 

CHELSEA

 

Chelsea é uma região charmosa, jovem, alternativa de Nova York e oferece arquitetura arrojada, prédios comerciais, bons restaurantes e vida noturna agitada.

O Chelsea NY compreende a região  entre Greenwich Village, a Union Square e o Meatpacking District  e nos seus arredores está o Flatiron District, o West Village, Hell`s Kitchen e o Midtown. Sim, é uma região super interessante!

A melhor forma de chegar lá é caminhando da região central de NY ou de metrô através das linhas de metrô A, C, E ou L, com parada na estação Eighth Ave 14th St.

O Chelsea é uma região muito conhecida pelo cenário LGBT em NY, mas também como um local onde todos, independente da religião, orientação sexual, são acolhidos, sendo que essa atmosfera pode ser sentida em seus bares, restaurantes, hotéis e lojas.

Como não poderia ser diferente, o Chelsea tem uma vida artística bastante interessante e possui muitas galerias de arte, principalmente entre a rua West 29th Street até a West 29th Street e entre a 10 e 11 Avenue.

Julia Robbs e Kenn Tam - Airbnb

Julia Robbs e Kenn Tam – Airbnb

Por lá, as galerias são predominantes e se você admira arte, não deixe de conferir os trabalhos da Chelm & Read que fica na 547 W 25th Street. A David Zwirner fica na 519, 525 e 533 na W 19th Street. Posso indicar também a Gagosian Gallery na 555 W 24th Street. A minhas últimas duas dicas são a Mary Boone Gallery localizada ba 541 W 24th Street e a Mathew Marks Gallery na 523 W 24th Street, por exemplo.

A mais nova sensação do bairro é o Whitney Museum, que foi reinaugurado em 2015 e onde se pode apreciar arte americana do século XX em mais de de 21.000 obras de arte distribuídas entre pinturas, esculturas, desenhos, fotos e vídeos. Imperdível!

O bairro também é conhecido como um bom local para compras, já que possui muitas lojas em suas ruas, sendo algumas alternativas e outras bem conhecidas do público. Para os amantes de livrarias, vale a pena conhecer a 192 Book que fica na 192 Tenth Avenue.

A noite em Chelsea costuma ser muito animada e oferece opções para todos os gostos, inclusive com festas durante a semana.

Julia Robbs e Kenn Tam - Airbnb

Julia Robbs e Kenn Tam – Airbnb

Chelsea vem se renovando a cada dia, principalmente com a presença de atrações extremamente populares entre os turistas e os moradores, como o High Line Park. O High Line Park é uma das mais interessantes atrações de NYC, e representa um parque urbano construído em uma linha de trem suspensa desativada.O resultado foi surpreendente e atrai moradores e visitantes diariamente para curtir uma perspectiva diferenciada da cidade.

O High Line Park se estende da Gansevoort Street até a 30th Street e todo seu percurso é interessante, rodeado por prédios novos, outros tradicionais e uma cena artística bem valorizada.

Não podemos esquecer de mencionar os charmosos mercados do Meatpacking District como o Chelsea Market e o lindo Gansevoort Market.

 

SOHO

 

A região do SoHo está localizada na parte sudoeste de Manhattan e é considerado como um bairro sofisticado pela quantidade de celebridades e jovens ricos que escolherem o bairro como residência.

O bairro tem como característica oferecer lofts em prédios de tijolinho e as ruas são simplesmente maravilhosas. Por sinal, se estiver viajando para Nova York no inverno e começar a nevar, corra primeiro para passear pelo Central Park e depois siga para o Soho, pois pegamos uma nevasca no bairro e o cenário nevado que vimos por lá foi simplesmente inesquecível!

Kenn Tam - Airbnb

Kenn Tam – Airbnb

Para chegar no Soho, utilize o metrô nas linhas A, C, E até a estação Spring Street,  linhas N e R até a estação Prince Street ou também as linhas 1, 2 até a estação Houston Street.

Sabe aquela sensação que falamos sobre no Upper East Side? Pois é, você também terá a sensação de conhecer o bairro pela quantidade de cenas gravadas por lá. Portanto, use e abuse dos seus e passeie por pelas lindas ruas de paralelepípedo cercadas de pequenas lojas e opções de restaurantes e cafeterias…um charme só.

Para compras, caminhe pelas rua Houston Street, Lafayette, Center Street, Porto Canal e West Broadway e vai se encantar com as lojas.

 

CHINA TOWN

 

China Town é uma região intrigante em Nova York, pois parece que você foi transportado para a China tendo em vista que sua população é de origem chinesa e que apenas 50% das pessoas que lá habitam não falam inglês!

Essa realidade diferenciada no centro de Nova York é simplesmente curiosa, merece uma visita e está localizada na estação de Canal Street, do Mott Street, do Pell Street e do Doyers Street ao sul do Lower East Side.

Kenn Tam - Airbnb

Kenn Tam – Airbnb

Para chegar lá, pegue o metrô nas linhas 6, R, N, Q, J ou Z e desça na estação Canal Street ou linhas A, C e E, descendo na Canal Street (6th Street).

O bairro é conhecido pelo comércio de produtos falsificados asiáticos e também como local onde se pode comer muito bem comida asiática e pagar pouco, por isso, planeje fazer uma refeição por lá. Passeie com calma e observe os centros budistas e as mercadorias exóticas.

Não deixe de passar pelo Columbus Park que representa um ponto de encontro para vários moradores e onde praticam Tai Chi pela manhã e quem sabe fazer uma boa massagem asiática por lá?!

 

LITLLE ITALY

 

Little Italy  é  assim chamado por ter sido ocupado por um grande número de ítalo-americanos durante o início do século XX.

Em seu auge, durante a década de 1910, o bairro abrigou cerca de 10.000 ítalo-americanos – cerca de 90% da população da área -, configurando o segundo maior população da cidade, atrás apenas do Harlem Italiano). Depois da Segunda Guerra Mundial, a maioria dos antigos habitantes foi aos poucos se mudando para o Brooklyn e para Staten Island.

Hoje, menos de 10% de sua população possui ascendência italiana, e boa parte de sua área original foi absorvida pelo distrito financeiro e pelo bairro chinês Chinatown.

Kenn Tam - Airbnb

Kenn Tam – Airbnb

Suas características culturais permanecem em bares e cantinas italianas que são simplesmente maravilhosoz…uma perdição de carboidratos!

Este bairro cheio de aromas sedutores merece a sua visita e é possível chegar lá de metrô descendo nas estações Canal Street ou Bowery.

 

EAST VILLAGE E BOWERY

 

O bairro também conhecida como Village pelos nova-iorquinos já foi considerada extensão do Lower East Side, mas conquistou peculiaridades incríveis que fizeram com que se destacasse na década de 60.

Neste período, o bairro foi bem povoado com bares de rock, com punks e artistas alternativos, o que conferiu as veias artísticas para o local.

A região que era marcada pelo tráfico de drogas deu espaço para empreendimentos urbanos sofisticados, sendo hoje considerada uma área muito cara para se viver e possui muitas lojas designs e excelentes opções gastronômicas.

Airbnb - Julia Robbs

Airbnb – Julia Robbs

Para chegar no Village, utilize o metrô de linhas de metro B, D, F ou L e desça na estação Broadway-Lafayette Street e comece a explorar bairro boêmio diferenciado.

Em seu passeio, não deixe de passar pela St. Marks Place, uma rua repleta de lojas alternativas.

A região do The Bowery conhecida pela sua vida noturna agitada e pelo ar residencial já teve outras caras. No final do século XVIII, o local se tornou um das regiões mais elegantes de Nova York, cheias de boutiques e também muito visitado pela alta sociedade e também já foi conhecida pela presença de bordéis, prostituição, drogas e gangues, mas hoje são ótimas para um passeio!

Não deixe de visitar a St. Mark’s Church, que fica entre a E 8th Street,  a Lafayette Street e a  Avenue A. Esta igreja construída em 1799 abriga o jazigo do Peter Stuyvesant, o diretor da colônia do holandeses Nieuw Amsterdam, que por lá funcionou antes de Nova York se tornar a metrópole moderna que é hoje.

 

GREENWICH VILLAGE

 

Este simpático bairro de Nova York não tem o charme do Upper East Side, não tem prédios altos, mas oferece uma atmosfera vibrante e boêmica contagiante a todos que por lá passam.

Ruas singulares e estreitas, casas de tijolos aparentes e prédios públicos muito bem conservados: isso é o que vai encontrar por lá, portanto, aproveite.

 

TRIBECA

O Triangle Below Canal, carinhosamente apelidado como Tribeca teve seu apogeu nos anos 80 como um bairro descolado e alternativo.

Por isso, é possível encontrar por lá restaurantes super modernos e descolados, lofts espaçosos e com aparência urbana e um ar descontraído.

Pela proximidade com o World Trade Center, perdeu um pouco de sua valorização, mas está progredindo novamente e a passos largos.

 

Gostou das dicas? Planeje a sua viagem através dos links indicados e ajude o blog com uma pequena comissão. Obrigada 🙂

– Reserve já seu hotel com cancelamento grátis através do Booking.com ou se preferir, reserve seu hotel através da Hotéis.com e pague em em até 12x no cartão sem o IOF

– O seguro viagem é item importante para a sua viagem, sendo obrigatório para os países da Europa. Faça já a sua pesquisa com a Real Seguros, compare as cotações dos melhores seguros e pague em até 6x sem juros. Não deixe de conferir também a cotação da Mondial Seguros e ganhe 15% de desconto comprando através do blog

– Já conhece o Airbnb? Cadastre-se aqui e ganhe R$ 100 de bônus no Airbnb para usar na primeira reserva – é grátis!

– Compre os ingressos com antecedência e evite filas. Confira todas as opções de ingressos, passeios e shows da Viator e também os descontos imperdíveis da Ticketbar

– Vai viajar de carro? Reserve já o carro para sua viagem com cancelamento gratuito através da Rental Cars, a melhor plataforma para comparação de preços entre as empresas de aluguel, com o melhor serviço de atendimento ao cliente

– Chip internacional para ligações e internet no exterior. Clique aqui para comprar o chip do Mysimtravel e viajar tranquilo.

– Roteiros Personalizados: Se preferir, podemos planejar a sua viagem e elaborar um roteiro sob medida para você. Saiba mais clicando aqui e entre em contato através do email contato@omundoepequenoparamim.com.br