Viajar de trem na Suíça

Neste post você vai encontrar as nossas dicas sobre Viajar de trem na Suíça em uma análise completa e detalhada.

Para a maioria dos viajantes, o sonho de visitar a Suíça vem sempre associado com a imagem romântica de degustar um chocolate ou café num confortável assento enquanto se encanta com as paisagens maravilhosas das montanhas sendo desvendadas nas janelas panorâmicas dos trens Suíços.

Viajar de trem na Suíça é um daqueles clichés que todo bom viajante sonha viver, assim como passar a lua de mel em um bangalô sobre as àguas da Polinésia Francesa, jogar moeda na Fontana di Trevi em Roma ou comer baguetes na França. E costumo falar que todo bom cliché de viagem merece entrar para nossa bucketlist (por mais que sejam lugares-comuns), pois tratam-se de experiências verdadeiramente indescritíveis, capazes de agradar até os viajantes mais céticos e experientes.

E é examante isso que a experiência de viajar de trem na Suíça proporciona, mas não só de magia se sustenta a opção de viajar de trem pela Suíça. Em verdade, o sistema ferroviário do país é um dos mais organizados e seguros do mundo e oferece aos passageiros excelente e pontual serviço conectando praticamente todo o país forma prática e eficiente.

Por isso, esse meio de transporte é extremamente utilizado por locais e também por turistas em busca de experiências autênticas e cômodas na Suíça. E se você também está considerando viajar de trem por lá, chegou ao lugar certo, pois neste post vamos falar sobre como e porque viajar de trem na Suíça com dicas práticas e relatos sobre nossas experiências.

 

NOVIDADE!

 

Confira o Ebook que acabamos de publicar com todas as dicas de viagem (testadas e aprovadas) que você precisa para planejar a sua viagem para a Suíça.

No Ebook, você vai informações práticas, além de mais de 40 sugestões de roteiros prontos, com enfoques e durações diferentes. Com certeza você vai encontrar o roteiro perfeito para a sua viagem!

 

Ebook Suíça
 

PORQUE VIAJAR DE TREM NA SUÍÇA

 

 

Segurança e comodidade

 

Usar o trem na Suíça é a forma perfeita de garantir segurança e comodidade para sua viagem. É ter certeza de sair e chegar no horário programado e fazer uma viagem sem riscos entre o ponto de partida e chegada.

Em comparação com dirigir um carro alugado na Suíça, utilizar o trem garante uma viagem sem acidentes, atrasos ou até mesmo impossibilidade de chegar ao destino final, especialmente no inverno, quando existe sempre a possibilidade de nevascas.

Se estiver considerando dirigir na Suíça, confira este post completo com tudo que você precisa saber para alugar um carro e aproveitar a viagem.

As estações de trem na Suíça estão sempre localizadas no centro da cidade, o que favorece demais o deslocamento dos viajantes. Em contraposição, viajar de carro traz sempre o incômodo de buscar estacionamento, que na maioria das vezes é escasso nos centros das cidades. É imporante também lembrar que há cidades como por exemplo Zermatt que não autorizam a circulação de carro.

Ademais, os trens da Suíça são extremamente confortáveis, seja na primeira ou segunda classe. Assentos largos, climatização adequada para cada estação do ano e serviço de bordo é o que se pode esperar de todos os trens, independente da rota e região.

Além de super prático, viajar de trem pelo país é certeza de aproveitar as paisagens (que por sinal são maravilhosas!) de forma cômoda, segura e sem stress.

 

Conexões: uma das melhores malhas ferroviárias do mundo

 

Os trens na Suíça são administrados pela SBB (Schweizerische Bundesbahnen), companhia que mantém uma das melhores e mais bem cuidadas malhas ferroviária do mundo e conecta praticamente o país todo através de trens regionais e intermunicipais.

A SBB opera trens de diversas modalidades na Suíça, como exemplificado a seguir:

RegioExpress são trens que conectam destinos remotos com cidades grandes

Regio são trens que conectam destinos remotos e cidades pequenas.

InterCity são trens que conectam cidades grandes na Suíça, como por exemplo Genebra e Lucerna, ou Zurique e Berna.

InterRegio são trens que conectam cidades grandes como Zurique e Genebra fazendo diversas paradas no caminho em cidades pequenas. São como o Intercity só que com mais paradas.

S-Bahn (trens suburbanos) fazem parte da rede ferroviária do país e circulam nas imediações de grandes cidades.

É possível que em suas viagens de trem na Suíça você tenha que fazer uma ou algumas conexões até chegar no destino final. E neste caso, é comum utilizar diversos tipos de trem pelo caminho, a depender do trajeto.

Mesmo assim, as conexões são sempre calculadas com tempo suficiente para o deslocamento entre uma plataforma e outra e o processo de troca de trem é bem fácil e intuitivo – mais detalhes sobre podem ser encontrados no último tópico do post.

 

A beleza dos Alpes é melhor apreciada viajando de trem

 

A possibilidade de apreciar a beleza dos Alpes da janela do trem com todo conforto é por si só motivo suficiente para escolher esse como seu meio de transporte na Suíça.

Isto porque, na maioria das vezes, o trem passa por trilhos e caminhos nas montanhas ou entre campos que o carro não pode transitar. Além disso, ao deixar de lado as preocupações de como encontrar a rota certa, virar esquerda ou direita, deixam os viajantes mais leves e propensos a apreciar as paisagens.

 

Trens panorâmicos: a jornada é tão importante quanto o destino final

 

Viajar pela Suíça sem aproveitar os trens panorâmicos é praticamente uma heresia. Sejam rotas mais famosas quanto o Glacier Express ou Golden Pass quanto viagens mais alternativas quanto o Bernina Express, ou até mesmo todas elas combinadas em uma só viagem, o importante mesmo é viver essa experiência pelo menos uma vez na vida.

É difícil colocar em palavras o quão alucinante é interagir com a natureza e belezas do trajeto através das janelas amplas espalhadas por todo o trem. Os trens panorâmicos da Suíça proporcionam experiências inigualáveis e fazem com que o trajeto seja tão ou mais bonito que os destinos finais.

 

Comprar um passe de trem pode sair bem mais barato

 

Não é novidade que a Suíça é um dos países com custo de vida mais alto do mundo. E que viajar por lá, infelizmente, não é barato.

Mas, por incrível que pareça, ao escolher viajar de trem pelo país, é possível minimizar os custos, especialmente se adquirir o Swiss Travel Pass para a sua viagem.

Isto porque, com o passe, é possível ver mais por menos, além de ser possível viajar a qualquer hora em qualquer trem sem custos adicionais. Com o passe, o deslocamento se adequa aos seus planos e não o contrário. O passe também inclui desconto em diversas atrações no país, além de transporte gratuito nas cidades.

Você pode consultar neste post todas as informações sobre o Swiss Travel Pass com uma análise se vale ou não a pena para a sua viagem.

Mas, também é possível otimizar o orçamento comprando passagens com antecedência ou escolhendo horários de menos movimento, que oferecem tarifas mais baratas.

 

COMO VIAJAR DE TREM NA SUÍÇA

 

Neste tópico você vai encontrar todas as informações que precisa para viajar de trem na Suíça e vai perceber com o passo a passo o quão simples é utilizar o sistema ferroviário do país.

 

Passo a passo para viajar de trem na Suíça

 

Viajar de trem na Suíça não poderia ser mais simples e prático. Todo o sistema ferroviário é extremamente acessível e intuitivo, sendo possível se adaptar à rotina de pegar trens no país muito rápido.

Para começar, o website da SBB, a companhia ferroviária da Suíça, tem o cronograma de todos os trens que circulam pelo país atualizados em tempo real. Sendo assim, é altamente recomendável consultar esse portal para fazer programações diárias com alta precisão de detalhes.

Ao abrir o site, preencha o local de saída e chegada da viagem, assim como data e ehorário. O resultado da busca mostrará a a plataforma que o trem sai e chega nas estações de origem e destino, a duração da viagem, possíveis conexões e atrasos.

Os bonequinhos indicam a lotação do trem, que pode ser intensa em horários de pico. Um boneco significa pouco movimento, 2 bonecos movimento médio e três hora do rush.

No entanto, saiba que não é necessário fazer a compra dos bilhetes com antecedência no site, a não ser que seja um ticket com desconto por compra antecipada ou trechos que exigem reserva de assento como o Glacier Express ou Golden Pass.

Depois de consultar o site da SBB, planeje chegar na estação de trem com certa antecedência, especialmente nos primeiros dias para se acostumar com o sistema de localização de plataformas etc. Adicione mais alguns minutos se a estação for em uma cidade grande e outros se precisar fazer compra das passagens antes de embarcar.

Ao chegar na estação de trem, que geralmente estão localizadas no centro das cidades, busque as máquinas automáticas ou guichês com atendentes para compra e emissão dos bilhetes. Nas máquinas eletrônicas, basta digitar a origem e destino da viagem, selecionar o horário e será apresentado o valor do ticket que pode ser pago com cartão de crédito ou dinheiro.

É também possível escolher a classe dos assentos, já que na maioria dos trens há a possibilidade de viajar de primeira e segunda classe. A diferença entre um e outro é o tamanho e conforto das poltronas, além de serviço de bordo, mas a verdade é que a depender da diferença nas tarifas o bilhete de primeira classe não compensa.

Depois dirija-se à plataforma de saída do trem, que pode ser confirmada em um dos paineis com informações espalhados pelas estações. Se tiver o Swiss Travel Pass, não precisar comprar passagens individuais, basta apenas preencher o passe e embarcar nos trens.

Ao chegar na plataforma, verifique qual o setor correto para esperar a chegada do trem. Os setores indicam as classes dos vagões e podem ser consultados nos painéis suspensos de cada plataforma.

Certifique-se de embarcar na classe correta, pois passageiros da segunda classe não podem transitar pelos vagões de primeira classe. Você também pode encontrar a informação sobre a classe do trem nas portas ou no interior dos vagões.

Via de regra, não há cadeira marcada, salvo no Glacier Express e Golden Pass, portando, encontre o melhor assento para sua viagem e guarde a bagagem nos compartimentos indicados. Esteja com o bilhete acessível a todos os momentos, pois na maioria das viagens existe a conferência por fiscais.

Não ter o bilhete, seja em trens ou trams dentro das cidades vai te trazer uma multa cara de pelo menos 100 CHF, além do constrangimento. Além disso, sentar na classe divergente do seu bilhete também causa aplicação de multa.

Depois de embarcar, vale a pena colocar sua playlist favorita para tocar para relaxar e apreciar a viagem, que com certeza será maravilhosa. E não se esqueça de confirmar nos painéis espalhados pelos vagões a direção do trem e as paradas até o seu destino final.

 

Dicas práticas para viajar de trem na Suíça

 

Todos os trens na Suíça possuem um vagão que funciona como bar ou restaurante. Mas, por mais que seja super cômodo, adquirir produtos no trem custa bem caro e por isso, recomendo que leve água, bebidas e lanches para as viagens.

Muitas vezes, quando o trem chega na plataforma a porta não abre automaticamente. Sendo assim, você precisa apertar os botões que estão posicionados do lado de dentro e fora dos vagões para abrir as portas.

A maioria dos trens da Suíça possuem banheiros, que são mais ou menos como banheiros de avião só que com mais espaço.

Alguns trens da Suíça oferecem tomadas para carregar eletrônicos e outros não. Na dúvida, carregue seus eletrônicos em outras fontes se possível.

Existem vagões de silêncio indicados como “Quiet Zone” na primeira e na segunda classe. Há também vagões para famílias indicados como “Family Zone” ou “Family Wagon”, que possuem alguns brinquedos e onde é possível viajar sem se incomodar com o barulho.

Se estiver viajando com malas grandes, certifique-se de embarcar o quanto antes para colocar suas bagagens nos locais indicados. Se estiver com mala de mão, pode colocar a bagagem em cima ou embaixo dos asssentos.

Ainda sobre bagagem, é bom saber que não há cobrança adicional para despachar bagagem nos trens.

A maioria das estações de trem possui banheiro, um restaurante, supermercado ou vendinha. Há também estações com lojas interessantes para compras.

É possível encontrar dépositos para bagagem nas estações maiories, facilitando o deslocamento entre cidades em um só dia. Mas, ao deixar a mala nos lockers não se esqueçade consultar os horários de funcionamento, para não correr o risco de ficar com a mala presa.

Nas estações amiores, para usar banheiro ou guardar malas é necessário ter o dinheiro certinho. Para facilitar, existem máquinas de troco nas estações, nas quais é possível inserir notas e obter moedas trocadas.

 

As nossas dicas foram úteis para você?

Agradeceremos muito se planejar a sua viagem através dos links abaixo, pois assim nos dará um incentivo a manter a qualidade do blog sem pagar nada a mais por isso. Obrigada desde já! 🙂

– Reserve já seu hotel com cancelamento grátis através do Booking.com.

– O seguro viagem é item importante para a sua viagem, sendo obrigatório para os países da Europa. Faça já a sua pesquisa com a Real Seguros, compare as cotações dos melhores seguros e pague em até 6x sem juros.

– Já conhece o Airbnb? Cadastre-se aqui e ganhe R$ 180 de bônus no Airbnb para usar na primeira reserva – é grátis!

– Compre os ingressos com antecedência e evite filas. Confira todas as opções de ingressos, passeios e shows da VGet Your Guide

– Vai viajar de carro? Reserve já o carro para sua viagem com cancelamento gratuito através da Rental Cars, a melhor plataforma para comparação de preços entre as empresas de aluguel, com o melhor serviço de atendimento ao cliente

– Roteiros Personalizados: Se preferir, podemos planejar a sua viagem e elaborar um roteiro sob medida para você. Saiba mais clicando aqui e entre em contato através do email contato@omundoepequenoparamim.com.br