Elaboramos um roteiro de 3 dias em Veneza completo, com muitas dicas e informações. Confira o que fazer na cidade dos canais!

No primeiro dia, o importante é se encantar por Veneza, andar sem rumo e sem um roteiro muito rígido.

Siga as nossas orientações de visita às atrações, mas caminhe pela cidade sem muito compromisso ou pressa. Aprecie a Bella Vita!

Para acessar o post índice com todos as publicações sobre Veneza clique aqui – Muitas dicas de viagem, hospedagem e de economia.

Comece o roteiro na Piazza di San Marco, o ponto turístico mais icônico de Veneza.

 

Piazza di San Marcos

 

Esta piazza é considerada o grande salão de visitas de Veneza, ou como escreveu o poeta parisiense Alfred de Musset, a Praça São Marcos é o salão mais elegante da Europa.

Ela foi construída em formato de trapézio e é o ponto de referência principal de Veneza e também a atração mais visitada da cidade.

Em sua viagem, você vai passar por lá algumas vezes e vai se surpreender cada uma delas, pois é de fato uma atração maravilhosa.

A Praça foi construída no século IX e representa o coração de Veneza.

No entorno do salão da Praça estão situadas algumas das mais importantes atrações da cidade, como a Basílica di San Marco, o Palazzo Ducale, o Museo Correr, o Campanário e a Torre dell’Orologio.

+ Uma boa ideia é comprar o cartão que dá direito a atrações e transporte em Veneza para aproveitar tudo que a cidade tem para oferecer!

Aproveite para tomar o mais caro café da sua vida no Caffè Quadri ou no Florian, onde vários concertos acontecem durante o dia. Se não quiser gastar seus euros, não deixe de passar por para conferir os famosos cafés.

Depois de explorar a praça, visite a Basílica de San Marcos.

+ O SEGURO VIAGEM É OBRIGATÓRIO NA ITÁLIA – LEITORES DO BLOG TÊM 15% DE DESCONTO – CLIQUE AQUI PARA VER TODAS AS INFORMAÇÕES E COMPRAR O SEU!

 

Basilica di San Marcos

 

????????????????????????????????????

Esta magnífica catedral obriga-nos, quer vista de fora, quer no interior, a erguer o pescoço até ao céu, num misto de espanto e admiração, mesmo para os menos religiosos, ou menos sensíveis à arquitetura.

É impossível ficar indiferente a tamanha grandiosidade, até porque é considerada uma obra-prima da arte bizantina fora do Império do Oriente.

Atualmente, o exterior da Basílica está passando por trabalhos de restauro e recuperação, no entanto, é possível admirar sua linda fachada.

O interior da Basílica é incrível e vale a visita e também é possível subir até o terraço da Basílica de São Marcos, de onde se tem uma vista lindíssima e panorâmica da Piazza.

 

Informações sobre a Basílica di San Marco

 

A entrada é gratuita, mas se quiser visitar  o Pala d’Oro, o Tesoro della Basílica ou o museu, deve-se pagar ingresso.

A entrada para o Museu de San Marcos custa 5 Euros, para a Pala d’ Oro custa 2 Euros e para a Torre do Relógio custa 8 Euros. Compre aqui o ingresso para visitar a Basilica di San Marco com antecedência e evite filas!

A Basílica está aberta todos os dias de 9:45h às 17:00h e domingos de 14:00h às 16:00h. Não é permitido a entrada com mochila, bem como pernas e ombros de fora.

Da Basílica, dê um pulinho na Torre do Relógio (Torre dell’Orologio), que fica a poucos metros de distância.

 

Torre dell’Orologio

 

Este edifício renascentista construído entre 1496 e 1499 apresenta um relógio que marca as horas, o dia, as fases da lua e o zodíaco, sendo que duas estátuas de bronze (um homem mais velho e um mais jovem) batem as horas no sino, representando a passagem do tempo.

Esta atração não recebe visitantes, mas vocês podem admirar toda a bela estrutura externa.

Também a poucos metros, visite mais uma incrível atração de Veneza, o Campanário.

 

Campanário

 

venezaroteiro2

É considerado o prédio mais alto de Veneza, com 98,5 metros, construído entre os século IX e XII.

Seu corpo principal é constituído por uma coluna de tijolos de 12m de lado e 50 m de altura, sobre a qual assenta o campanário com arcos, que aloja cinco sinos.

O campanário tem no topo um cubo em cujas faces estão representados leões (o símbolo do Evangelista São Marcos) e a representação feminina de Veneza (la Giustizia: a Justiça).

A torre é coroada por uma agulha piramidal, no extremo da qual se encontra um cata-vento dourado com a figura do Arcanjo Gabriel. Os venezianos creem que quando o anjo gira em direção à Basílica significa que a Acqua Alta está prestes a chegar

 

Informações sobre o Campanario

 

O valor do ingresso para a torre é 5 euros, mas se quiser contratar a  visita guiada  vai pagar 14,50 euros.

Descendo da torre, siga para o Palácio Ducale.

 

Palazzo Ducale

 

venezaroteiro4

A visita a este Palácio monumental, construído entre 1309 e 1424, exige já por si, umas boas horas da agenda do dia, devido à tamanha riqueza patrimonial que ali se encontra.

É considerado uma obra de arte, símbolo da arquitetura gótica e foi “casa” do doge, dirigente máximo da República de Veneza.

 

Informações sobre o Palácio

 

Está localizado ao lado da Basílica di San Marco e pode ser visitado diariamente das 08:30 as 19 horas.

O ingresso custa 19 Euros. Clique aqui para comprar o seu ingresso com antecedência e evitar filas.

+Ah, se preferir compre também o passeio guiado pelo palácio com a revelação de todos os seus segredos. Simplesmente imperdível!

 

 

Na visita ao Palazzo Ducale você pode atravessar a Ponte dos Suspiros, que ligava o palácio à prisão.

 

Ponte dos Suspiros

 

A ponte tem esse nome, pois reza a lenda que, em tempos remotos, os prisioneiros suspiravam na ocasião atravessar a ponte, pois esta seria a última oportunidade de ver pela última vez o mundo externo e a luz do sol.

Se você não pretende visitar o Palazzo Ducale, mesmo assim pode ir verificar a ponte, que fica ao lado.

Depois de admirar a ponte, siga para o movimentado Riva degli Schiavoni.

 

Riva degli Schiavoni

 

DSC_0668

Este é um dos grandes calçadões de Veneza, que vai do Palácio Ducale em direção este a Santa Elena, região conhecida pelo parque e por ser casa da Bienal de Veneza.

É um calçadão conhecido mundialmente e super movimentado pelos turistas e locais, cheio de bares e restaurantes.

Quando anoitecer, siga para se deslumbrar com o Grande Canal e sua ponte mais famosa, a Rialto.

 

Ponte Rialto e o Grande Canal

 

venezaroteiro5

É uma das quatro pontes majestosas que une as margens do Grande Canal e considerada a mais romântica da cidade.

A Ponte Rialto, a mais antiga da cidade, foi construída entre 1588 e 1591 e projetada por António da Ponte.

Tem duas rampas em escadas dos dois lados e além de charmosa e movimentada é, habitualmente, o ponto de referência para encontros.

É o local ideal para ver o dia terminar e preparar-se para a movida da noite. 

 

Gostou da nossa sugestão de roteiro para o primeiro dia em Veneza? Não deixe de conferir as atrações do segundo dia do roteiro!


seguro

Você também pode gostar dos outros posts sobre Veneza:

Roteiro de 3 dias em Veneza – 1º dia

Roteiro de 3 dias em Veneza – 2º dia

Roteiro de 3 dias em Veneza – 3º dia

Apartamentos Airbnb em Veneza – Hospedagem barata

O que fazer em Veneza sem gastar nada – Melhores atrações gratuitas

Como economizar em Veneza

advert-image