Muitos de vocês não sabem, mas nós somos adeptas de viagens leves, com bagagens compactas e funcionais.

Poucas sensações são tão boas quanto viajar leve, sem muitas preocupações em carregar/perder/extraviar mala por aí. Não é mesmo?

Por isso,  quase sempre viajamos com uma mala ou mochilão como bagagem de mão, sem despachar e com o máximo de praticidade possível.

Lara é apaixonada por mochilões, já Juliana prefere as malas compactas. Mas qual a melhor opção?  

Você deve definir a melhor opção para você de acordo com o seu perfil de viajante e seus planos de viagem. Por isso, preparamos esse post completo com todas as dicas para auxiliar você a escolher a sua melhor companheira de viagens!

 

Respeite o seu corpo

 

Antes de tudo, respeite o seu corpo e as suas limitações.

Eu, Lara, prefiro as mochilas pois sinto que o peso da bagagem fica bem distribuído no corpo, principalmente com o apoio das pernas.

Não consigo levantar e puxar malas por muito tempo, pois não tenho tanta força no braço. Por isso, viajar de mochila me traz mais conforto, liberdade e mobilidade.

Juliana, por exemplo, sofre de problemas de coluna e o peso da mochila sempre acaba prejudicando a sua saúde. Por isso, ela sempre prefere malas, pois não precisa carregar nas costas e tem facilidade para puxar e levantar quando necessário.

Contamos essas peculiaridades para que você entenda que não existe uma regra geral, mas que você deve analisar qual a melhor opção para você tendo em vista as suas limitações físicas. Priorize sempre o seu bem estar e conforto 🙂

+ VIAJE SEGURO – LEITORES DO BLOG TÊM 15% DE DESCONTO NO SEGURO VIAGEM – CLIQUE AQUI PARA COMPRAR O SEU!

 

Mobilidade

 

É importante analisar a necessidade de locomoção na sua viagem.

Como você vai sair dos aeroportos? Como vai se locomover entre os destinos de sua viagem? Vai precisar pegar transporte público?

Todos estes fatores interferem na escolha e tornam a mochila a melhor amiga para os casos em que será necessário pegar muito transporte público e andar bastante com a bagagem.

Ter que puxar a mala por muitos metros, subir escada e utilizar transporte público é muito chato. Por isso, se vai passar por essas situações, dê prioridade ao mochilão!

 

Quantos destinos tem a sua viagem?

 

Uma varíavel que pode interferir na sua escolha de bagagem é a quantidade de destinos em sua viagem.

Em geral, as mochilas são mais práticas para viagens com muita locomoção, por outro lado, se você pretende visitar apenas um ou dois destinos, a mala parece ser uma excelente opção.

Para viagens a Europa, que geralmente incluem vários destinos, levar a sua bagagem em mochilão é uma “mão na roda”, pela praticidade e mobilidade.

Além disso, ter uma mochila perto de você é bem mais seguro, pois não há possibilidade de perder ou ser roubada sem que você esteja prestando atenção.

 

Qual os meios de transporte da sua viagem?

 

Em geral, as viagens a Europa envolvem voos em companhias aéreas low cost. Sendo assim, levar mochilas ou malas de mão é uma alternativa indispensável ao sucesso da sua aventura.

Isto porque, os viajantes que levam bagagens acima dos parâmetros fixados pela empresa têm que pagar uma taxa que geralmente custam o preço – ou mais – da passagem.

Para viagens em trens e ônibus não há muita diferença entre levar mala ou mochila, fica ao seu critério!

 

Como arrumar a sua mala ou mochilão

 

20160313_111226

Separe as peças de roupas que pretende levar para a viagem, lembrando-se de descartar os itens desnecessários. 🙂

Separe os itens em blusas, calças, saias, shorts e etc. O diferencial mesmo é a forma de organizar as suas roupas e acessórios.

Clique aqui para conferir o post completo com o passo a passo para organizar a sua mala ou mochilão.

Abra as blusas com as mangas estendidas e em seguida cruze-as na frente da peça de roupa.

Depois faça um “rolinho” de roupa e passe elástico nas pontas para assegurar que a organização continuará lá mesmo durante a viagem.

É possível juntas duas ou mais blusas em um só “rolinho”, use o bom senso para combinar as peças por tamanho e material 🙂

Para vestidos, saias, calças e shorts o procedimento não é diferente.  Estenda as roupas e faça o rolinho da melhor forma e de acordo com o modelo da peça.

Gostou? Compartilhe o post com os seus amigos e mãos a obra. Vamos viajar!!


roteiros personalizados


seguro