Intolerância ao glúten e lactose na Europa

Intolerância ao glúten e lactose na Europa – Um guia para intolerantes preparado especialmente para você ajudar você a viajar seguro.

Você é intolerante à glúten e ou lactose e vai viajar para Europa? Confira neste post uma análise geral dos destinos que já visitamos no velho continente em uma perspectiva acerca da facilidade ou dificuldade de manter uma dieta restritiva e controlada.

+ Antes de seguir, não deixe de conferir o post completo com muitas dicas práticas e indispensáveis para viajar com intolerâncias à glúten e lactose.

O objetivo deste post é auxiliar você, que é intolerante, a viajar com mais qualidade pela Europa, sem deixar de aproveitar os momentos únicos, mas sempre com consciência do que te espera nos destinos.

Isso mesmo, apesar de ser relativamente tranquilo viajar com intolerâncias pela Europa, é importante afirmar que cada país tem uma forma específica de lidar com restrições alimentares e você deve estar atento e se programar para não ter que encarar problemas sérios.

Como é muio difícil encontrar este tipo de informação na internet, resolvemos fazer um guia consolidado com as nossas impressões e dicas dos países que já visitamos na Europa.

Note que o objetivo é que este post seja sempre atualizado a cada viagem que fizermos e também com dicas que vocês, leitores, vão trazer para ajudar a comunidade.

 

ÁUSTRIA

Em Viena, as nossas expectativas foram frustradas e tivemos muita dificuldade em encontrar produtos e restaurantes adequados para intolerância à glúten e lactose.

Não são todos os supermercados que oferecem produtos ( e verdade, não encontramos nenhum sequer, mas temos certeza que se procurar pode encontrar ) e os cardápios eram todos regados à glúten, até porque as carnes empanadas com farinha de trigo são pratos típicos do local.

Em alguns restaurantes encontramos proteínas grelhadas, mas devemos confessar que tínhamos que procurar muito até sentar em um lugar.

O problema foi tão “sério” que tivemos que recorrer ao McDonalds em alguns momentos, pois era o único local com opções glúten free, mas é claro que esta não foi uma alternativa boa para nós, que praticamente nunca nos alimentamos com fast food.

Por outro lado, li uma matéria na internet falando sobre a fartura de restaurantes gluten free em Viena, mas quando fui pesquisar os endereços os locais eram afastados da zona turística ( em sua maioria ), o que tornou difícil a nossa visita.

Podemos indicar apenas um restaurante, que fica em frente a Universidade de Viena – o Yammi, que oferece buffet de saladas e opções sem glúten e lactose, mas não espere encontrar um banquete farto se você tem restrições.

* Na Áustria, conhecemos apenas Viena, mas se tiver alguma dica de outras cidades, por favor nos informe nos comentários abaixo e atualizaremos o post.

 

ALEMANHA

Podemos dizer que a Alemanha não é um paraíso para os intolerantes, mas também não é um problema.

É possível sim encontrar produtos adequados em lojas menores na rua, assim como uma boa variedade de saladas em praticamente todos os restaurantes.

A mentalidade “gluten e lactose free” é levada a sério por lá e todos farão questão de te auxiliar a encontrar opções adequadas, seja em um restaurante ou em uma loja.

Inclusive, há muitos restaurantes italianos que oferecem opções de massa sem glúten, o que para nós foi um espanto, tendo em vista a dificuldade de encontrar este tipo de comida para intolerantes na maioria dos locais.

 

FRANÇA

A Fraça foi, sem dúvida alguma, o pior país que visitamos na Europa em relação à oferta de produtos e pratos para intolerantes.

A situação é tão, mas tão grave que fomos seriamente julgadas em vários lugares por perguntar se havia opções sem glúten. Isso mesmo, riram diversas vezes de nossos questionamentos!!

Os franceses parecem tão orgulhosos com sua tradição com alimentos feitos com farinha de trigo que simplesmente não conseguem conceber que algumas pessoas não podem ingerir o glúten e a sensação que deu foi de que eles estavam achando que a nossa demanda não passava de uma “modinha fitness desprezível”.

Sinceramente, ficamos muito aliviadas de ter ficado hospedadas em Airbnb na Provence, onde passamos a maior parte dos dias na França, pois assim cozinhávamos todos os dias e levávamos todas as nossas refeições nas marmitas!

Em Paris, foi um pouco trabalhoso, mas a verdade é que é plenamente possível encontrar pratos com protéinas animais grelhadas e acompanhamentos seguros para intolerantes na maioria dos restaurantes.

Portanto, a nossa dica é que se for viajar para a França tente ao máximo encontrar apartamentos para alugar e cozinhar de forma segura ou procure com antecedência restaurantes adequados e planeje o seu roteiro diário conforme!

 

HUNGRIA

Na Hungria, mais especificamente em Budapeste, encontramos o melhor “porto seguro” para intolerantes na Europa.

Ficamos verdadeiramente impressionadas com a facilidade em localizar produtos sem glúten e sem lactose e na quantidade de restaurante oferecendo diversos pratos para intolerantes.

Mas, devemos alertar que a maioria dos pratos adequados eram basicamente compostos de uma proteína animal, arroz e batatas ou saladas.

Infelizmente, a maioria das delícias locais, como o Goulash, contém glúten na massa que compõe a sopa, tornando o prato

É claro que se procurar direitinho pode encontrar restaurantes que sirvam comidas típicas sem glúten e ou lactose, mas a verdade é que não encontramos e acabamos saindo do país sem provar os pratos típicos.

* Na Hungria, conhecemos apenas Budapeste, mas se tiver alguma dica de outras cidades, por favor nos informe nos comentários abaixo e atualizaremos o post.

 

REPÚBLICA TCHECA

Em Praga não tivemos qualquer problema em encontrar opções de pratos em restaurantes e produtos em supermercados adequados para intolerantes à glúten e lactose.

Em verdade, nos sentimos confiantes que não passaríamos por situações desagradáveis em nosso roteiro.

Se pretender alugar um apartamento, saiba que há uma loja com muitas opções adequadas bem próxima à Charles Bridge em Mala Strana, chamada Bio Market!

* Na República Tcheca, conhecemos apenas Praga, mas se tiver alguma dica de outras cidades, por favor nos informe nos comentários abaixo e atualizaremos o post.

 

Gostou das dicas? Planeje a sua viagem através dos links indicados e ajude o blog com uma pequena comissão. Obrigada 🙂

 

– Reserve já seu hotel com cancelamento grátis através do Booking.com ou se preferir, reserve seu hotel através da Hotéis.com e pague em em até 12x no cartão sem o IOF

– O seguro viagem é item importante para a sua viagem, sendo obrigatório para os países da Europa. Faça já a sua pesquisa com a Real Seguros, compare as cotações dos melhores seguros e pague em até 6x sem juros. Não deixe de conferir também a cotação da Mondial Seguros e ganhe 15% de desconto comprando através do blog

– Já conhece o Airbnb? Cadastre-se aqui e ganhe R$ 100 de bônus no Airbnb para usar na primeira reserva – é grátis!

– Compre os ingressos com antecedência e evite filas. Confira todas as opções de ingressos, passeios e shows da Viator e também os descontos imperdíveis da Ticketbar

– Vai viajar de carro? Reserve já o carro para sua viagem com cancelamento gratuito através da Rental Cars, a melhor plataforma para comparação de preços entre as empresas de aluguel, com o melhor serviço de atendimento ao cliente

– Passagens aéreas, hotéis e pacotes baratos na Decolar.com – clique aqui e confira as ofertas imperdíveis

– Roteiros Personalizados: Se preferir, podemos planejar a sua viagem e elaborar um roteiro sob medida para você. Saiba mais clicando aqui e entre em contato através do email contato@omundoepequenoparamim.com.br

advert-image