Neste post você vai encontrar todas as dicas de viagem de Ljubjiana, a belíssima capital da Eslovênia, com informações de como chegar, o que fazer, onde ficar e muito mais.

Liubliana, ou Ljubljana no idioma eslovêno, significa “amado” ou “ente amado” e sinceramente, depois de conhecer essa incrível cidade, entendemos que não haveria melhor nome para ela do que esse.

Com um povo de fala mansa, sorriso amigável e disposição para ajudar, a sensação que dá é que esta cidade tem uma realidade que é só dela, na qual o tempo passa mais devagar e a vida consegue ser melhor aproveitada.

Há quem fale que não vale a pena passar uma noite sequer em Ljubljana, mas a verdade é que essa “pequena cidade grande” conquistou muito o nosso coração e os dois dias que passamos por lá em nosso roteiro pela Eslovênia foi muito, muito pouco para aproveitar o que há de melhor.

Sendo assim, não podemos indicar mais uma viagem de 2 dias para descobrir com calma Ljubljana e se ambientar com a Eslovênia, que hoje figura no topo de nossa lista de destinos prediletos. Isso mesmo, separe

Já publicamos um roteiro de 1 ou 2 dias em Ljubljana bem completo –  para acessar clique aqui – e neste post você vai encontrar informações úteis e práticas para aproveitar o que há de melhor na capital da Eslovênia.

 

INTRODUÇÃO À LJUBLJANA

 

Ljubljana, ou melhor Liubliana em português, é a capital e maior cidade da Eslovênia, país que se formou oficialmente apenas em 1991.

A cidade tem sido o centro cultural, educacional, econômico, político e administrativo da Eslovênia independente e sua localização geográfica central no país favorece a conexões de transportes, concentração da indústria, preponderância de instituições científicas e de pesquisa e tradição cultural que contribuem para a sua posição de liderança.

Mas, tornar-se capital da Eslovênia não foi fácil, tendo a cidade percorrido um longo caminho desde que foi mencionada pela primeira vez, na primeira metade do século 12, como Emona, uma cidade do Império Romano.

Ela foi considerada extremamente importante para o império, tendo em vista sua posição estratégica na Europa central, como rota de passagem meio a uma rota comercial entre o norte do Mar Adriático e a região do Danúbio.

Foi tão importante que na Idade Média foi conquistada pelos Habsburgo ( daí a influência arquitetônica do estilo Austríaco ) e ficou sob seu domínio até a dissolução do Império Austro-Húngaro em 1918.

Desde então, sofreu intensas transformações com as grandes guerras mundiais, tendo sido ocupada pela Alemanha nazista e pela Itália e depois da segunda guerra fez parte da antiga Ioguslávia até que em 1990 tornou-se capital da Eslovênia, um país independente.

 

INFORMAÇÕES PRÁTICAS DE LJUBLJANA

 

Atualmente, Ljubljana é uma cidade moderna e compacta, com rico patrimônio histórico, mas com tamanho certo para permanecer dentro das dimensões humanas.

É uma cidade que oferece serviços eficientes típicos de metrópoles, mas com ambiente contraído de cidades pequenas.

É um centro cultural que oferece mais de 10 mil eventos no ano e possui 50 mil estudantes universitários, o que a torna uma cidade dinâmica o ano todo.

É uma cidade coroada por um castelo medieval, protegida por um dragão poderoso, atravessada por um rio que conta com 7 nomes diferentes e que preserva muito bem os seus espaços verdes. Pura magia!

Ljubljana é verdadeiramente encantadora e certamente vai te conquistar!

 

# MOEDA

A Eslovênia adotou o euro em 2007 e desde então essa é a única moeda de circulação no país.

 

# IDIOMA

Esloveno é o idioma oficial, mas o inglês é falado por praticamente toda a população. Inclusive, ficamos impressionadas com a capacidade de comunicação dos eslovenos na língua inglesa, principalmente comparado com a Croácia e a França.

 

# SEGURANÇA

Ljubljana é uma das capitais mais seguras do mundo e o crime mais noticiado por lá é o de roubo de bicicletas, sendo que este problema tende a não afetar viajantes.

Por lá, pode-se andar pelas ruas sem problemas, devendo-se prestar atenção apenas ao Parque Tivoli tarde da noite.

Além disso, não deixe de prestar atenção e ciclistas e motoristas fora de controle.

 

# BEBIDA ALCOÓLICA E CIGARROS

Bebidas alcoólicas podem ser vendidas apenas para maiores de 18 anos e depois de 21 horas não podem ser compradas em lojas, mas tão somente em restaurantes e bares.

Fumar é proibido em lugares fechados, mas há sempre locais específicos para fumantes.

 

# CUSTOS MÉDIOS

Big Mac no McDonald’s = 5,70 euros

Fatia de pizza = 1,80 euros

Café = 1,10 euros

Garrafa de vinho de boa qualidade = 3,50

Corrida de táxi pela cidade = 5 euros

Como se pode ver, os custos em Ljubljana são bem mais baixos que outros países da Europa, mas não se engane, pois há muitas opções com preços bem similares à cidades tradicionamene mais caras.

Então, se pretende fazer uma viagem low budget, saiba selecionar restaurantes e hotéis.

 

COMO CHEGAR EM LJUBLJANA

 

A Eslovênia está cercada por países da União Européia e sendo assim, o acesso ao país é muito fácil, seja por carro, ônibus, trens ou até mesmo avião.

 

# AVIÃO

Talvez o avião seja a forma menos comum de chegar em Ljubljana, já que não há uma oferta extensiva de voos low cost para lá.

A maior parte dos voos conecta a cidade à países balcanicos, mas vale a pena checar os voos para a cidade, pois há algumas promoções interessantes saindo de grandes cidades européias.

Chegando no aeroporto, a melhor forma de se locomover até o seu hotel é com transfers, pois eles levam até a porta do hotel em 30 minutos e cobram 9 euros pelo serviço.

Utilizamos o serviço da Markun Transfers, mas há também o GoOpti, que oferece tarifas a partir de 7 euros, mas que só vende as passagens online.

Táxis cobram cerca de 35 a 40 euros pela corrida e você também pode optar pelo ônibus convencional, que custa cerca de 4 – 5 euros e leva cerca de 45 minutos para chegar na cidade.

 

# ÔNIBUS E TRANSFERS

Chegamos em Ljubljana de ônibus, vindo de Veneza, em uma viagem de aproximadamente 3 horas.

As conexões de ônibus são inúmeras e a verdade é que consideramos esta a forma mais prática de chegar na cidade depois do carro.

Para consultar as passagens e rotas, utilizamos o site Goeuro, que faz a análise das melhores rotas e preços.

A rodoviária está bem próxima do centro histórico e a melhor ideia é caminhar até o seu hotel, por cerca de 15 minutos ou pegar um táxi, que custa no máximo 5 euros.

Há também empresas de transfer que fazem o percurso entre outros países e a Eslovênia, como a GoOpti, com tarifas bem interessantes.

 

# CARRO

Chegar de carro em Ljubljana é comum, tendo em vista que muitos visitantes vêem de outros países como Itália, Croácia ou até mesmo outros destinos na própria Eslovênia.

As rodovias são excelentes, mas tenha em mente que dirigir no centro turístico não é permitido, portanto, programe-se para reservar hotéis ou apartamentos com estacionamento.

Importante lembrar que para dirigir na Eslovênia é necessário ter a vinjeta, que libera o trânsito por todo o país por um ano.

Quem aluga o carro na Eslovênia já vai ter esse documento atualizado, mas quem vem de outros países deve comprar assim que cruzar a fronteira.

Para alugar carros no exterior, sugerimos a Rental Cars, que faz a cotação nas melhores empresas locais e auxilia você em caso de cancelamento ou emergências – clique aqui para fazer a sua cotação.

 

ONDE FICAR EM LJUBLJANA

 

É importante lembrar que a melhor área para se hospedar em Ljubljana é no Centro Histórico, para garantir que estará perto de tudo e que não precisará utilizar transporte público para se locomover.

Procure sempre opções perto do rio, independente da margem e certamente não terá problemas. Por sinal, não deixe de conferir o post completo com diversas dicas de acomodação em Ljubljana para todos os orçamentos.

Ficamos hospedadas em dois lugares diferenes em Ljubljana, um quarto privado associado ao hostel mais bem conceituado da cidade e um quarto alugado no Airbnb, com banheiro e cozinha compartilhado.

Gostamos muito de ambos, mas temos certeza de que há opções melhores na cidade e você pode procurar clicando aqui.

 

COMO SE LOCOMOVER EM LJUBLJANA

 

Ljubljana é uma cidade pequena e o seu centro turístico ainda menor.

Sendo assim, é possível conhecer todos os pontos turísticos a pé, sem exceção. As atrações mais distantes são o Parque Tivoli e Melketova e ainda assim demoramos no máximo 15 minutos andando até chegar.

Outra opção é o aluguel de bicicletas, o meio de transporte predileto dos locais. São 20 estações espalhadas pela cidade e cerca de 300 bikes disponíveis e viagens até 1 hora são gratuitas, então o truque é pedalar por uma hora, devolver e pegar outra para não ter que pagar as taxas.

Se utilizar as bikes desta forma, terá que pagar apenas 1 euro de registro por uma semana e 3 euros por ano, sendo que o registro pode ser feito nos terminais ou online através do site oficial – para acessar clique aqui.

Além disso, vale destacar que há um sistema de táxis públicos e gratuitos que oferecem caronas no centro turístico.

Isso mesmo, você não leu errado, esses táxis são gratuitos, mas devem ser usados com parcimônia, tendo em vista que são primordialmente voltados para os idosos, pessoas com mobilidade reduzida e famílias com crianças.

São carrinhos ecológicos elétricos que carregam até 5 passageiros e atingem a velocidade máxima de 25 km por hora.

Esse é mais um bom exemplo do quão estruturada e maravilhosa é a cidade de Ljubljana!

 

O QUE FAZER EM LJUBLJANA

 

Há muito o que ver e fazer em Ljubljana, sendo necessários 1 ou 2 dias para explorar a cidade com calma e entrar no clima pacato desta pequena grande capital.

Por isso, publicamos um roteiro completo de 2 dias em Ljubljana, para auxiliar você a otimizar o tempo e tirar o máximo proveito da experiência – para acessar, clique aqui.

Em linhas gerais, são essas as melhores atrações da cidade:

 

Prešeren Square

De acordo com os eslovênos, Prešeren tem muito mais importância para o país do que “qualquer general em cima de um cavalo”, pois através de suas obras foi solidificado o ideal de nação do país.

Esta é uma praça com conexões para diferentes direções em Ljubljana e por lá você vai encontrar algumas atrações importantes da cidade, como a Igreja Franciscana, também conhecida como “igreja vermelha”, a Galeria Emporium, com lojas de marca em estilo Galerias Lafayette de Paris e a Triple Bridge.

Ah, antes de sair da praça, não deixe de observar que a escultura do poeta Prešeren está olhando para a escultura de sua musa  Julija Primic, no prédio onde ela viveu – no local foi colocada uma escultura da moça na janela e se não prestar atenção, este detalhe vai passar despercebido.

 

Triple Bridge

Esta ponte é a mais importante da cidade e liga a parte moderna à parte medieval de Ljbuljana.

No local da Triple Bridge, foram construídas diversas outras anteriores, sendo que a primeira ponte de madeira data de 1280, sendo inicialmente foi chamado de Ponte Velha e mais tarde a Ponte Inferior, em contraste com a Ponte Superior que foi construída na localização dos dias de hoje Cobblers ‘Bridge no mesmo século.

Em 1842, a Ponte Baixa foi substituída por uma nova ponte desenhada por Giovanni Picco, um arquiteto italiano de Villach, e nomeou a Ponte Franz em homenagem ao arquiduque Franz Karl da Áustria. e também se tornou conhecida como a Ponte Franciscana, por estar na frente da Igreja Fransciscana.

Esta ponte, aberta em 25 de setembro de 1842, tinha dois arcos e uma cerca de metal, sendo que ps elementos essenciais da ponte foram preservados até hoje, o que é evidenciado pela dedicação inscrita ao arquiduque acima de seu cais central, lendo em latim “ARCHIDVCI. FRANCISCO. CAROLO. MDCCCXLII. CIVITAS”. Isso significa “Para o arquiduque Franz Karl em 1842 pela cidade.

Com o advento dos carros e para evitar que a ponte do arco de pedra de 1842 fosse um destruída, o arquiteto Jože Plečnik projetou em 1929 a extensão da ponte com duas passarelas com um pequeno ângulo em cada lado para que pudesse dar vazão tanto para pedestres, quanto carroças e automóveis modernos.

A ponte foi renovada em 1992 e desde 2007, todas as três pontes faziam parte da zona de pedestres de Ljubljana.

Por falar na ponte, vale a pena introduzir Jože Plečnik, o arquiteto com a maior influência em uma cidade. Sim, em termos proporcionais, Plečnik influenciou mais Ljubljana do que Gaudi a Barcelona e Haussmann em Paris, portanto você ainda vai ouvir falar muito nele por aqui.

 

Mercado Central

O mercado central de Ljubljana foi desenhado por Jože Plečnik em 1931 (Viu? O arquiteto ainda vai aparecer muito por seu roteiro).

A construção do mercado se estende entre a Ponte Tripla e a Ponte do Dragão, no lado direito da curva do rio Ljubljanica e está localizado na  Praça Vodnik.

O mercado abre diariamente durante a manhã até depois do almoço e lá você pode encontrar produtos típicos de produtores locais, como frutas, verduras, o tradicional mel eslovêno e muito mais.

Se der sorte, como nós, ainda vai encontrar feirinhas animadas no final de semana, com muito movimento de turista e principalmente de locais.

Confira a Butcher Bridge, em frente ao mercado, uma ponte nova, onde os casais apaixonados colocam os cadeados jurando amor eterno e depois caminhe para a Dragon Bridge, um dos ícones da cidade Ljubljana.

 

Dragon Bridge

A ponte do dragão é símbolo da capital da Eslovênia, pois faz homenagem ao guardião da cidade.

Foi construído no início do século 20, quando Ljubljana fazia parte da monarquia austro-húngara e com um dos melhores exemplos de pontes de concreto armado e do estilo de separação de Viena.

Surpreendentemente, essa foi uma das primeiras pontes da Europa com essa engenharia revolucionária e não é a toa, pois Ljubljana fazia parte do Império Austro Hungáro sob domínio dos Habsburgos e foi “usada” para promover diversos tipos de testes de arquitetura e engenharia antes que as novidades fossem levadas para Viena, afinal de contas, muito melhor uma ponte cair em Ljubljana do que na capital do império, não é mesmo?

Admire os 20 dragões na ponte – 4 mama dragons e 16 filhotes – e entenda mais a relação da cidade com os dragões. Para saber mais sobre as lendas dos dragões clique aqui.

 

Igreja de São Nicolau

A Catedral de Ljubljana, oficialmente chamada de Igreja de São Nicolau era uma igreja gótica e no início do século 18, foi substituída por um edifício barroco.

É um marco facilmente reconhecível da cidade, pois é o edifício mais alto da zona medieval, com sua cúpula verde e torres gêmeas.

Apesar de a igreja ser linda em seu interior, a sua porta chama atenção pelo conteúdo simbólico que carrega. Preste atenção nos detalhes, com representações da era pagã da Eslovênia, a chegada do catolicismo, a importância dos padres mais importantes e também o desespero do comunismo seguido se esperança.

 

Câmara Municipal de Ljubljana

A Câmara Municipal de Ljubljana é usada como sede do município de Ljubljana e foi construída no final do século 15 pelo mestre construtor Peter Bezlaj.

Em seu exterior, estão arqueadas as bandeiras da Eslovênia, da cidade de Ljubljana, da União Européia e também uma banderia gay, simbolizando o avanço cultural da cidade.

Em sua frente, está o monumento de pedra com três deuses mitológicos, simbolizando os três rios que influenciam a cidade Ljubljana.

Vale a pena entrar no prédio e conferir o seu interior e também exposições organizadas através de parcerias internacionais e internacionais.

 

Castelo de Ljubljana

O Castelo foi construído em meados do século XV e hoje é um destino turístico popular para moradores e turistas, pois o oferece uma excelente vista sobre a cidade, uma atmosfera romântica e numerosos eventos culturais.

Para subir no castelo, você pode usar o funicular ou escolher a opção gratuita a pé que te leva até o topo em uma subida íngreme de mais ou menos 15 minutos. Para comprar o ingresso clique aqui.

Quando, em 1335, os Habsburgos assumiram a área da Eslovênia de hoje, derrubaram a fortaleza da família Spanheim, que estava na colina, e na segunda metade do século 15 começaram a construir uma nova fortaleza, o castelo.

Em primeiro lugar, consistiam apenas em muros, torres e barracas de madeira, mas através dos séculos o castelo foi tomando a forma que tem hoje, sendo que seu objetivo principal era defender as invasões turcas, que eram as mais freqüentes nos séculos 15 e 16. Além disso, as rebeliões camponesas também não eram raras e nos séculos XVII e XVIII, o castelo tinha a função de um hospital militar e um arsenal pra lutar contra os insurgentes.

Em 1809, Napoleão trouxe liberdade e esclarecimento cultural e nacional aos cidadãos de Ljubljana e estourou a guerra com os Habsburgos, mas depois que os franceses partiram, os Habsburgos usaram o castelo para cadeias.

O período da prisão durou até o final da Segunda Guerra Mundial, quando os primeiros italianos assumiram a cidade seguido dos alemãos e assumiram a direção do castelo.

Depois da guerra, o castelo foi deixado em péssimas condições e até 1963, os cidadãos marginalizados de Ljubljana moravam no castelo em terríveis condições. Mas, nos anos 70, a renovação começou e hoje o castelo é um destino turístico popular para visitantes domésticos e estrangeiros.

A melhor notíca é que você não precisa pagar nada para entrar no pátio do castelo, onde você pode relaxar em um café ou restaurante ou até mesmo visitar as inúmeras exposições de arte que ocorrem em diferentes partes do castelo e geralmente são gratuitas também.

Se preferir, pode comprar o ingresso para visitar a capela, a torre de observação junto com o Castelo Virtual, onde você pode ver um documentário sobre a história do castelo em esloveno, inglês, alemão, francês, espanhol, russo, croata e italiano, assim como o museu de história eslovena.

 

Biblioteca Nacional e da Universidade de Ljubljana

Esta biblioteca, também projetada por Jože Plečnik, tem uma estrutura e história bem interessantes.

O exterior foi planejado pelo arquiteto para atrair os alunos e jovens, de modo que parece com um tapete costurado e o seu interior foi muito bem estruturado de modo que a entrada e os primeiros andares fossem escuros e a cada andar que fosse subindo a iluminação fosse ficando cada vez mais forte.

De acordo com Jože Plečnik, essa estrutura homenageava o caminho dos estudantes em busca da luz e este sem dúvidas é um prédio a ser visitado na cidade.

O prédio foi finalizado em plena segunda guerra mundial e logo depois a cidade foi ocupada pelos militares italianos, sendo que da noite para o dia foi feito um multirão na cidade para transferir 500 mil livros da antiga biblioteca para a nova, para que o prédio novo não fosse ocupado como base militar.

Felizmente, a biblioteca ficou cheia com a ajuda dos cidadãos, mas durante a guerra foi atingida por um avião, que destruiu metade do prédio e que depois foi reconstruído.

 

Mekeltova

Metelkova é uma comunidade de cultura alternativa de renome internacional situada no centro da capital da Eslovênia e lembra muito a comunidade Kristiania de Copenhague.

A auto declarada “Zona de Cultura Autônoma”, Metelkova Mesto ocupa o antigo quartel militar “Quarta de Julho”, originalmente encomendado pelo exército austro-húngaro em 1882 e completado em 1911.

O espaço é composto por sete edifícios tornando-o uma espécie de cidade dentro de uma cidade – composta por uma antiga prisão, onde agora funciona o super cool Celica Hostel, vários clubes, espaços de música ao vivo, galerias de arte e estúdios de artistas.

Dedicada à organização de atividades sociais e culturais para o público, a Metelkova tem um cronograma de eventos sem interrupção e é indiscutivelmente o melhor destino em Ljubljana para aqueles que procuram experimentar algo totalmente único e imprevisível durante a noite.

 

Tivoli Parque

O Tivoli Parque é o maior e mais lindo parque de Liubliana, sendo ponto de encontro dos locais e atração para turistas.

Foi projetado em 1813 pelo engenheiro francês Jean Blanchard e criado juntando os parques que cercavam Mansões Podturn e Cekin, duas famílias influentes da cidade.

O parque, que cobre uma área de aproximadamente cinco quilômetros quadrados, contando com atrações paisagísticas com canteiros ornamentais, árvores interessantes e inúmeras estátuas e fontes.

Além desses passeios, sugerimos também o passeio de barco pelo rio – clique aqui para reservar –  e um passeio para Bled, caso não tenha tempo de fazer o roteiro de carro por conta própria.

 

Gostou das dicas? Planeje a sua viagem através dos links indicados e ajude o blog com uma pequena comissão. Obrigada 🙂

 

– Reserve já seu hotel com cancelamento grátis através do Booking.com ou se preferir, reserve seu hotel através da Hotéis.com e pague em em até 12x no cartão sem o IOF

– O seguro viagem é item importante para a sua viagem, sendo obrigatório para os países da Europa. Faça já a sua pesquisa com a Real Seguros, compare as cotações dos melhores seguros e pague em até 6x sem juros. Não deixe de conferir também a cotação da Mondial Seguros e ganhe 15% de desconto comprando através do blog

– Já conhece o Airbnb? Cadastre-se aqui e ganhe R$ 100 de bônus no Airbnb para usar na primeira reserva – é grátis!

– Compre os ingressos com antecedência e evite filas. Confira todas as opções de ingressos, passeios e shows da Viator e também os descontos imperdíveis da Ticketbar

– Vai viajar de carro? Reserve já o carro para sua viagem com cancelamento gratuito através da Rental Cars, a melhor plataforma para comparação de preços entre as empresas de aluguel, com o melhor serviço de atendimento ao cliente

– Passagens aéreas, hotéis e pacotes baratos na Decolar.com – clique aqui e confira as ofertas imperdíveis

– Roteiros Personalizados: Se preferir, podemos planejar a sua viagem e elaborar um roteiro sob medida para você. Saiba mais clicando aqui e entre em contato através do email contato@omundoepequenoparamim.com.br

advert-image